Dom Romero logo

Instituto Cultural de Integração da América Latina - Dom Oscar Arnulfo Romero e Gáldamez - Campos do Jordão / SP - (12) 99742-9020 | 99151-7827

Quem somos

O começo das atividades...

Começando as atividades jornalísticas na cidade de Campos do Jordão, como presidente do Instituto Cultural de Integração da América Latina: Dom Oscar Arnulfo Romero e Gáldamez, apresento a publicação da edição n° 151, pág 7, do dia 30/04/07 do Jornal Tribuna desta cidade, que resume a ideologia deste instituto:

"Teologia da Libertação"

Suplemento: Dom Oscar Arnulfo Romero e Gáldamez

"Em 24 de março de 1980 foi assassinado quando celebrava uma missa em El Salvador, Dom Oscar Arnulfo Romero e Gáldamez, bispo da cidade. O motivo: Falar ao povo sobre o autoritarismo de latifundiários que governavam o país de Salvador (América Central). Com sua morte, Dom Romero virou mártir da igreja católica e também de todos os teólogos do mundo, que acreditam que o evangelho de Jesus Cristo deve respeitar os pobres. Concordo em absoluto com os fundadores da Teologia da Libertação: o padre Gustavo Gutierrez (Universidade Católica de Lima), Hugo Assman (Universidade de Costa Rica), Juan L. Segundo (Sacerdote Jesuíta do Uruguai), Dom Eduardo Pirônio, Leonardo Boff (Faculdade de Teologia de Petrópolis, RJ), José Miguel Bovino (Faculdade Evangélica de Buenos Aires) e Dom Helder Câmara (Bispo de Recife, PE). O Novo Mandamento em Matheus 22:34 significa: compartilhar o amor do próximo a partir dos pobres. O sacerdote católico no Brasil que tem o privilégio de entrar na política tem o dever de fazer em primeiro lugar o Evangelho de Cristo do mesmo modo que seus martires o fizeram. Agora, é muito mais fácil, sem ditatura."

Obs.: Homenagem ao ministro de Turismo do Panamá (América Central), Ruben Blades, que contribuiu com suas idéias vindo a propagar não exploração dos pobres.

Nota: Rúben Omar Gutíerrez Urizar é administrador de empresas, formado na Universidade Federico Villarreal de Lima, Peru.

Jornal Tribuna 30/04/07

Dom Oscar Arnulfo Romero - 32 anos de sua morte

Dom RomeroDom Romero nasceu em 1917, em Ciudad Barrios, em El Salvador, na América Central. Bispo de de El Salvador, foi um pastor muito comprometido com a causa da justiça social e da paz durante o regime militar apoiado pelos EUA. Foi ordenado padre aos 25 anos e bispo aos 53. Nomeado arcebispo da capital, San Salvador, em 1977, por suas posições conservadoras, teve uma grande mudança de visão ao conhecer de perto os sofrimentos do povo e das pessoas que lutavam em defesa dos direitos humanos. Passou assim a denunciar corajosamente, em suas homilias dominicais, a repressão do regime militar e as atrocidades cometidas pelos esquadrões da morte, manifestando publicamente sua solidaridade com as vítimas da violência política.

Dentro da Igreja Católica, defendeu a "opção preferencial pelos pobres". Durante uma missa ele declarou: "A missão da Igreja é identificar-se com os pobres. Assim a Igreja encontra sua salvação.". Pela sua firme oposição ao regime opressor, foi assassinado em 24 de março 1980 por um atirador de elite do exército salvadorenho, treinado nas Escola das Américas, enquanto celebrava a missa. O assassinato foi encomendado pela junta militar. Sua morte provocou uma onda de protestos em todo o mundo e pressões internacionais por reformas em El Salvador. Mártir da justiça, é considerado "santo" pelo povo salvadorenho e pelas comunidades eclesiais de toda a América Latina que atuam do lado dos mais desfavorecidos.

Em 2012, fazem 32 anos que Dom Romero foi assassinado. O Instituto Cultural de Integração da América Latina (I.C.I.A.L.) presta uma grande homenagem aquele que foi uma grande inspiração para toda a humanidade e represnta o modo pelo qual vivemos e lutamos.

[ Saiba mais sobre sua trajetória em O Bispo dos Pobres. ]

O I.C.I.A.L.

O I.C.I.A.L. começou suas atividades no ano de 2007, sendo seu primeiro evento cultural a exposição de fotografias da cultura Inca, no shopping Taubaté, com show folclórico musical - O Dia, 1/05/07 (Jornal Cidade, 8/05/07), que devido ao sucesso se prorrogou até o dia 13/05 (Jornal Cidade, 11/8/07). Posteriormente, foram realizadas palestras da cultura Incaica e exposição de fotografias e show folclórico com a banda Peru-Incas na escola de idiomas CNA, na escola Progressão (Taubaté e Pindamonhangaba), escola Jardim da Nações e escola Dinâmica, em Taubaté.

Houve também, no mês de novembro, uma exposição de fotografias, realizada no Mercado Municipal de Campos do Jordão (Jornal Tribuna), palestras da cultura precolombiana no mês de abril e maio (Jornal Tribuna, ed. 177, pág. 7), culminando a 1ª temporada de 2008, com a exposição Qaphac-Ñan (Caminhos do Incas), com a presença da máxima autoridade peruana no Brasil, embaixador do Peru, Sr. Exmo. Hugo de Zela, Sr. Exmo. Jaime Stiglich, cônsul geral do Peru em São Paulo, Sra. Maria Chiozza, vice-cônsul adscrito do Peru em São Paulo, vice-prefeito de Campos do Jordão, Sr. Dyneas Aguiar, Secretário de Educação Dr. Maynard, Sra. Eliane Ubillus, chefe de ceremonial da Prefeitura. Além disso, foram realizadas 16 palestras da cultura precolombiana nas escolas municipais de Campos do Jordão (Nicola Padula, Tancredo de Almeida Neves, Anísio Teixeira, Irene Lopes Sodré, Lucilla Florence Cerquera, Laurinda da Mata) e 3 palestras de espanhol.

Como se pode perceber, antes de fundado e legalizado em cartório, temos um amplo curriculum de eventos. Agora, já formalizado legalmente, iniciamos nossas atividades como jornal, com o lema da Teologia da Libertação, como resumo filosófico de vida:

  • A Cultura tem nome: Monteiro Lobato;
  • O Meio Ambiente tem nome: Chico Mendes;
  • A Teologia tem nome: Dom Romero.

Rúben Omar Gutíerrez Urizar
Jornalista M.T.B. 41062 DR.T.S.P.
Presidente do I.C.I.A.L. Dom Romero

Obs.: Agradecimento especial a Leonardo Boff (Petropólis, RJ), Marcia (Ambientalista) e a Dom Raimundo Damasceno Assis, do Arcobispado de Aparecida.

Rúben Omar Gutíerrez Urizar

RúbenNasceu no dia 2 de novembro de 1956, em Lima, no Peru. Estudou na escola Nossa Senhora dos Desamparados (Sacerdotes Jesuítas, Lima, no Peru), onde completou seus estudos colegiais. Fez faculdade de Administração de Empresas na Universidade Nacional Federico Villarreal; Comércio Exterior, na Universidade Santo Antonio de Abad, em Cuzco, no Peru; Contabilidade Gerencial, na Escola Superior para Graduados, ESAN; Filosofia e Teologia, no Programa de Profundização Cristã no Arzobispado de Lima; Cobranças Efetivas, no Instituto Peruano de Administração de Empresas.

Resumindo sua atividades políticas e sociais, participou da Pastoral das Cadeias da República do Peru, nos anos de 1980 à 1990, como seminarista da Congregação São Luís Maria do Monforte (França); participação nas eleições presidenciais do Equador, em 1992, e nas eleições presidenciais do Panamá, em 1994; refugiado político na Costa Rica, em 1995; participou nas eleições no Peru, em 1985 e 2006.

[ Voltar para o início ]

Instituto Cultural de Integração da América Latina - Dom Oscar Arnulfo Romero e Gáldamez - Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados